Talvez o mais famoso exemplo de colaboração distribuída, a Wikipedia é a maior enciclopédia do mundo. Só em português são mais de 700 mil artigos

A Wikipedia tornou-se uma das mais conhecidas enciclopédias do mundo, e mudou radicalmente a forma de se produzir e de se consumir conhecimento na web. Vale reproduzir um trecho aqui do capítulo 5 do livro Here Comes Everybody, de Clay Shirky (2008, no original, mas lançado em 2012 pela Saraiva, como Lá Vem Todo Mundo). É talvez uma das melhores análises sobre essa grande ferramenta (tradução e edição nossa de alguns trechos), e um bom resumo sobre seu início, que já tem mais de 10 anos.

Onde a motivação pessoal encontra a produção colaborativa

Produção colaborativa, em que as pessoas precisam se coordenar entre elas para algo ser feito, é consideravelmente mais complexo do que compartilhar, mas os resultados podem ser mais profundos.

Talvez o mais famoso exemplo de colaboração distribuída seja a Wikipedia, a enciclopédia colaborativa que se tornou um dos sites mais visitados do mundo. Jimmy Wales e Larry Sanger fundaram a Wikipedia em 2001 como uma experiência alternativa à ideia original, uma enciclopédia grátis online de alta qualidade chamada Nupedia. Nupedia era escrita, revista e mantida por experts voluntários. O projeto foi anunciado mais ou menos assim:

“Suponha que acadêmicos do mundo todo descobrissem uma iniciativa para criar uma enciclopédia online, cujo resultado não seria propriedade dos produtores, mas totalmente livre para ser distribuída em qualquer meio. Qual seria a velocidade de crescimento de algo assim?”

Não muito rápido, como a história mostrou. Nove meses depois, a Nupedia ainda não tinha decolado; se os acadêmicos do mundo tinham conhecido a Nupedia, eles certamente não se mostraram ansiosos por participar dela. Nos meses após o anúncio, muito investimento foi feito recrutando pessoas para um conselho consultivo e tentando estabelecer critérios editoriais, além de um processo de revisão e publicação dos artigos. No final, nem 20 artigos tinham sido terminados. Como sugestão para melhorar o tempo de revisão desses artigos, Sanger sugeriu usar um software chamado wiki.

O primeiro wiki foi criado por Ward Cunningham, um engenheiro de software, em 1995. (A palavra wiki significa “rápido”, em havaiano.) Ele queria uma ferramenta para desenvolver softwares colaborativos. Cunningham partiu de um princípio radical e diferente, até então: que pessoas que desejam colaborar confiam umas nas outras, então não é preciso ter um sistema de gerenciamento ou processo complexo para aprovar ou não mudanças num texto.

O modelo que surgiu foi o de um website que pode ser editado por qualquer usuário. Toda página tem um botão “edite”, que serve para mudar tudo, se for o caso. Quando Wales e Sanger instalaram esse sistema na Nupedia, algo não previsto aconteceu: seu próprio conselho editorial se voltou contra a ferramenta, que via a enciclopédia como necessariamente sendo algo rigoroso, gerenciado por experts. O modelo wiki ofendeu, para eles, o princípio da Nupedia. Alguns dias depois do sistema no ar, Wales e Sanger tiveram que mudar o site wiki de lugar, tirando ele do domínio da Nupedia. Como precisavam de um novo URL, escolheram Wikipedia.com – e assim começou tudo.

Uma vez no ar, Sanger mandou uma newsletter para os 2 mil membros da Nupedia, dizendo: “Me animem. Entrem lá e criem um artigo. Vai levar 5 ou 10 minutos”. Em algumas semanas quantidades enormes de artigos estavam no ar. Ao final do ano, eram 15 mil. A Wikipedia era viável, a Nupedia não. Sanger mudou o nome do seu cargo, de “editor chefe”, para “organizador chefe”. Acabou saindo ao final de 2001, enquanto a Wikipedia mudava para .org para ressaltar seu caráter sem fins-lucrativos.

O enorme volume que a Wikipedia ganhou não seria importante se seus artigos fossem irrelevantes e sem nenhuma qualidade. A crítica mais comum vem de uma simples crença: “isso não pode funcionar”. Sanger acreditava que a edição em grupo era responsável por minimizar os problemas: “o processo de autocorreção é bastante robusto. Mas quem nunca o utilizou acaba subestimando esse valor”.

O ceticismo em relação à Wikipedia fazia algum sentido em 2001. Agora, soam como o fazendeiro que viu uma girafa pela primeira vez: “não existe um bicho assim!”. A utilidade cotidiana da Wikipedia é incontestável para milhões de pessoas; as questões interessantes são outras.

 

  • Nome (Obrigatório)

  • E-mail (Não será publicado)

  • Url (Opcional)

  • Comentário (Obrigatório)